Introdução

(Texto adaptado de HowStuffWorks)
Comprar uma TV é, em uma palavra, irresistível. Vamos à loja, olhamos os aparelhos, características, formatos e tamanhos. De repente sentimos que a única coisa que levaremos da loja serão perguntas e uma dor de cabeça. Por exemplo:
Qual a diferença entre HDTV(televisão de alta definição) e TV analógica?
Qual o tamanho certo?
Qual a tecnologia que devo escolher?
Que conexões ela deve ter?
e, acima de tudo, essas coisas realmente importam na hora de assistir a um filme ou a um jogo?
Se atacarmos estas questões por partes, não será tão complicado. Este pequeno guia lhe guiará através das decisões básicas envolvidas na compra de uma TV e explicará as características disponíveis em linguagem clara e simples de se entender.


O tamanho certo

Geralmente as pessoas acham que, no que se refere ao tamanho das telas, quanto maior melhor, mas isso só é verdade até certo ponto. Uma televisão grande em uma sala pequena parecerá inconveniente e pode ser desconfortável assisti-la. Por outro lado, uma televisão muito pequena o forçará a apertar os olhos para enxergar detalhes e vai dificultar sua percepção do que estiver assistindo. Tomar a decisão correta sobre o tamanho é o primeiro passo ao se comprar uma televisão.

As televisões variam de 5 a 120 polegadas, que é a medida da diagonal da tela da TV. Essa medida é um bom parâmetro para decidir que tamanho de televisão o ambiente comporta.

Imagem cedida por Panasonic e Matsushita Electric Corporation of America
(http://static.hsw.com.br/gif/tv-buying-guide-size.jpg)
O tamanho da TV é a medida da diagonal da tela

Comece imaginando a TV em um local. A maioria das TVs ficam mais pesadas quanto maior forem suas telas. Considere altura, largura e profundidade. Certifique-se de que a TV estará razoavelmente próxima de uma boa fonte de energia.

Colocada a TV, meça a distância do sofá até o monitor. Há uma fórmula para que se calcule o tamanho de tela ideal com base na distância de que se assiste à TV. Equipamentos diferentes alteram a equação. A fórmula é simples:

Equipamento
Cálculo do tamanho da tela
Cabo
Antena
Fita de vídeo
Multiplique a distância em metros entre você e a tela por 12 polegadas.
DVD
satélite
Multiplique a distância em metros entre você e a tela por 18 polegadas.
TV de alta definição
Multiplique a distância entre você e a tela por 21 polegadas.
(Tabela retirada de http://eletronicos.hsw.uol.com.br/guia-para-compra-de-tv1.htm)

Claro, poucos de nós assistimos a apenas um tipo de TV. Use o quadro acima como guia para encontrar uma distância média e um tamanho de tela adequado às suas necessidades.

Qual você prefere?

A tecnologia de TV têm dado grandes saltos. Há 20 anos, os compradores de TV tinham bem poucas opções, mas hoje há várias tecnologias competindo entre si. Isto torna a compra bem mais difícil. Cada modelo tem vantagens e limitações baseadas na tecnologia utilizada. A decisão sobre qual é o tipo mais adequado para você começa com a compreensão dos fatores que afetam seu desempenho.

Alcance de visão - O ângulo de visão representa a área total da tela em que a imagem pode ser vista sem distorção. Em algumas tecnologias, se você olhar a tela meio de lado, a imagem pode ficar distorcida ou não conseguir ver nada.

Black level (balanço de preto) é a habilidade da TV em produzir a cor preta. As TVs criam as cores das imagens misturando vermelho, verde e azul. O preto é a ausência de cor e serve para dar detalhes a uma imagem. Conseguir um preto realmente escuro é algo que novas tecnologias, como cristal líquido e plasma, estão batalhando para criar.

Resolução é o número de pixels por polegada quadrada. Os pixels são pequenos pontos coloridos que se combinam para formar a imagem vista na tela. Quanto mais pixels houver na tela, maior será a resolução. Quanto maior for a resolução, melhor será a qualidade da imagem. As medidas de resolução apresentam-se no formato 1280x720. Estes números correspondem ao número de pixels horizontais e verticais na imagem. Para que se tenha uma idéia do alcance disponível, uma TV de tubo CRT tem capacidade de até 480 linhas de resolução, enquanto uma televisão de alta definição pode produzir 1920x1080.

Brilho intenso é criado quando a tela da TV pega a luz do ambiente e a reflete de volta para os olhos de quem a está assistindo. Este é um problema particular das TVs de tubo com telas de vidro curvado. Versões em tela plana reduzem muito o brilho.

Preço é um fator decisivo quando se faz qualquer tipo de compra. No mundo da compra de TVs, o preço é determinado com base no tamanho e no tipo da televisão. O que se deve lembrar de mais importante na compra de uma TV é que o preço mais alto não necessariamente indica que se terá a melhor imagem.

Este vídeo pode ajudar a tirar algumas dúvidas na hora de comprar uma TV de Plasma ou LCD.


(Vídeo retirado do site OlharDigital – Link AQUI)
Comparativo:

TV de tubo de raios catódicos (CRT)
Plasma
Cristal Líquido - LCD
Prós:
Prós:
Prós:
  • produzem excelentes imagens com cores fortes (especialmente as escuras);
  • podem ser vistas de qualquer ângulo sob qualquer iluminação;
  • pode-se esperar pelo menos cinco anos até que a qualidade da imagem comece a se degradar;
  • são relativamente baratas.
  • Suportam Full HDTV (nem todos os modelos)
  • têm tela grande;
  • são estreitas (espessura de 3 polegadas ou menos);
  • podem ser colocadas na parede, no teto ou em um pedestal.
  • Suportam Full HDTV (nem todos os modelos)
  • são estreitas (espessura de 2 polegadas ou menos);
  • seu preço de venda está ficando acessível (dependendo do tamanho da tela);
  • já contam com aparelhos com durabilidade de mais de 50.000 horas de funcionamento.
Contras:
Contras:
Contras:
  • são volumosas e pesadas;
  • têm tamanho de tela limitado em até 40 polegadas;
  • com a introdução do LCD e do plasma, os dias das TVs CRT estão contados;
  • nas TVs CRT de tela curva, tela maior significa curva maior. Então, mesmo havendo clareza de imagem em qualquer ângulo, ao assistir lateralmente a uma TV com tela curva maior, algo pode ficar escondido do outro lado da saliência;
  • não suportam Full HDTV.
 
  • são mais caras que as CRT;
  • têm balanço de preto fraco (capacidade de apresentar a cor preta, afetando o detalhe da imagem);
  • Ambientes muito claros podem afetar a distinção das cores.
  • o tamanho da tela é limitado;
  • têm balanço de preto fraco.


Relações de aspecto

A relação de aspecto relaciona unidades de medida horizontal em uma tela de TV em proporção à sua medida vertical. Note, em uma loja, que as telas de TV vêm em dois formatos, 4:3 para televisões normais e 16:9 para TVs widescreen (para filmes ou TV de alta definição).

Imagem cedida por Panasonic e Matsushita Electric Corporation of America
(http://static.hsw.com.br/gif/tv-buying-guide-4.jpg)
Relação de aspecto de 4:3
Imagem cedida por Panasonic e Matsushita Electric Corporation of America
(http://static.hsw.com.br/gif/tv-buying-guide-16.jpg)
Relação de aspecto de 16:9
As televisões widescreen são fabricadas no formato de telas de cinema. As TVs widescreen oferecem aos fanáticos por cinema uma experiência do cinema de forma mais apurada. Para cada 16 polegadas de largura, são oferecidas 9 polegadas de altura, sem cortes. Com o widescreen, os filmes podem ser vistos em casa exatamente como foram vistos no cinema.

Conectividade: sua TV não é uma ilha

Ao adquirir uma televisão para que seja peça central da estante em um home theater, deve-se considerar os dispositivos que se pretende utilizar com a TV. Muitos aparelhos, como videocassetes e DVD players, oferecem várias maneiras de se conectar a uma televisão. Alguns são melhores que outros. A localização das entradas também é algo que se deve considerar. Entradas S-vídeo e RCA na frente da TV facilitam a conexão com consoles de videogame. Use o quadro a seguir para compreender a conectividade.


(http://static.hsw.com.br/gif/tv-buying-guide-table.jpg)
Satélite e cabo digital - seus assinantes não devem deixar a loja sem um aparelho que tenha entradas S-vídeo. O S-vídeo transmite via satélite e cabo digital em resolução máxima. Da mesma forma, os DVD players e videogames vão resplandecer ao serem conectados às entradas de componentes de vídeo.

Uma nova TV deve ter entradas suficientes para atender às suas necessidades. Se a TV que você gostou não tem as entradas corretas, não será um bom negócio. Peça ao vendedor que mostre splitters ou adaptadores que lhe ajudem a conectar periféricos de modo adequado.

Truques de imagem: julgando a qualidade da imagem

"Boa imagem" é um termo subjetivo. O problema da avaliação da qualidade da imagem quando feita em uma loja é que ela proporciona um ambiente completamente diferente do de sua sala de estar. As lojas costumam ser bem iluminadas e as TVs são colocadas em uma seção especial para aumentar a visão global da imagem. Costuma-se ajustar a TV para que fique com sua melhor aparência na prateleira. Este ajuste não será mantido quando esta TV chegar em sua casa.

O mais importante ao se testar a qualidade da imagem é seguir aquilo que já se conhece. Se possível, deve-se levar até a loja um DVD ou fita de vídeo com o qual você já esteja familiarizado e assistí-lo em todas as perspectivas. Assistir às transmissões de demonstrativos disponibilizados pelas lojas não é uma boa idéia ao se julgar qualidade de imagem. Mas se um filme ao qual você já assistiu um milhão de vezes parece bom, então você está no caminho certo.


Para saber muito mais...

     http://compras.hsw.uol.com.br/televisao-standard-hdtv-guia.htm
     http://compras.hsw.uol.com.br/tv-plana-hdtv-guia.htm
     http://eletronicos.hsw.uol.com.br/guia-para-compra-de-tv.htm

Referências Bibliograficas


http://compras.hsw.uol.com.br/televisao-standard-hdtv-guia.htm
http://compras.hsw.uol.com.br/tv-plana-hdtv-guia.htm
http://eletronicos.hsw.uol.com.br/guia-para-compra-de-tv.htm